Reduzir fonte Letra tamanho normal Aumentar fonte
  • Mapa do Site

Agenda Cultural

outubro 2018
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.

 

Feiras e Mercados

 

 

Sem a dimensão popular e comercial que tinham em tempos idos, as feiras e mercado do Sardoal, ainda mobilizam as populações das terras limítrofes, que aqui se deslocam em ambiente de festa e animação.
Resistiram ao tempo o Mercado de Janeiro, que se realiza no segundo domingo de cada ano, a Feira da Primavera que é a mais recente que existe na sede de Concelho e que se realiza sempre no quarto domingo de maio e a Feira de São Simão ou da fossa que se realiza, anualmente, no dia 28 de outubro.

 

 

Mercado Municipal 

 

As instalações do Mercado Municipal situam-se Rua Lúcio Serras Pereira, junto ao edifício dos Paços do Concelho. O Mercado Municipal está aberto às terças, sextas e sábados no período da manhã.

 

 

Mercado de Janeiro

 

Este mercado tem periodicidade anual e é sempre levado a efeito no segundo domingo de cada ano.
Sem a dimensão popular e comercial que tinha em tempos idos, o Mercado de Janeiro em Sardoal, ainda mobiliza as populações das terras limítrofes, que aqui se deslocam em ambiente de festa e animação.
Antigamente, era nesta altura que se faziam importantes transacções de gado vivo, em especial de espécies bovinas, caprinas e suínas. Efetuavam-se vendas significativas de porcos gordos, ou de leitões para criar, sendo esta uma das formas de subsistência de muitas famílias.
Neste mercado, eram também vendidas árvores para plantar, roupas e calçado, transações que ainda se verificam nos dias de hoje.

 

 

Feira da Primavera

 

Esta Feira é a mais recente que existe na sede do Concelho. Realiza-se sempre no quarto domingo de maio e permite a transação dos habituais produtos existentes neste tipo de feiras, desde vestuário e calçado, até às loiças, passando pelos utensílios agrícolas, ferros e variada produção alimentar.
Criada por volta de 1970, pelo então Presidente da Câmara, Dr. Álvaro Andrade e Silva Passarinho, realizou-se durante anos no último domingo de março, na tentativa de aproveitar os feirantes que saíam da Feira de S. Matias, em Abrantes. Nos últimos anos, depois de várias experiências, foi transferida para o quarto domingo de maio.
Em 1989 foram-lhe atribuídas características de Feira Franca, abolindo-se o pagamento dos terrados.

 

 

Feira de São Simão ou Fossa

 

A Feira de S. Simão, ou da Fossa (embora esta última designação popular não seja consensual entre os especialistas), realiza-se anualmente no dia 28 de outubro. É antiquíssima e a sua origem perde-se nos tempos. Havendo referências de que já se realizava em 1750, foi até meados dos anos 70 uma das feiras mais importantes do norte do Ribatejo.
Caracterizada pelas transações de cereais e de frutos secos, próprios deste período sazonal, a Feira de S. Simão é sempre uma festa, aliando a vertente de mercado, a um âmbito mais vasto de convívio e animação.
Sobre esta Feira, vale a pena, atentarmos num texto, da autoria de Luís Manuel Gonçalves, no livro "Sardoal – do Passado ao Presente": "Na Feira de S. Simão havia sempre uma clientela muito especial, porque o dia 28 de Outubro, era o escolhido para a chegada dos "Capuchos", grupos de homens e mulheres, que de alguns concelhos da Beira-Baixa (Proença-a-Nova, Sertã e Oleiros), para aqui se deslocavam para a apanha da azeitona.".

 

 

Mercado Semanal de Alcaravela

 

O mercado de Alcaravela realizava-se, nos seus primórdios, junto à Igreja de Santa Clara. Posteriormente, em 2002, foram levadas a efeito obras no Largo do Mercado em Santa Clara, passando o mesmo a realizar-se nesse espaço.
Neste mercado encontra os habituais produtos existentes neste tipo de manifestação, desde vestuário e calçado, até às loiças, passando pela variada venda de produtos alimentares, como peixe, carne, frutos, pão, etc.
Realiza-se nas manhãs de domingos e feriados santos.

 

 

 

 

 

comer ficar entreteni ca da terra